Pensar os exemplos

Pensar os exemplos da sociedade

Tenho vindo a pensar na sociedade e nos comportamentos atuais. Estamos atualmente numa sociedade com uma grave crise de personalidade e de coerência.

Muitos dos exemplos que determinadas pessoas devem dar aos mais novos, estão incorretos. Tenho visto que, quem mais deve dar os devidos exemplos de honestidade e clareza, comportam-se de uma forma errada e incoerente. Falo de políticos, membros religiosos, juízes, professores, polícias deste país. Todas essas classes têm mostrado nas últimas décadas, uma falsidade de comportamentos alarmantes. Quem tem responsabilidades na justiça, fala de uma lei para todos, de um ensino responsável e coerente, liberdade e segurança. Mas depois vemos as máscaras a cair, burlas, uma justiça para ricos e outra para os pobres, um ensino que não valoriza os professores e uma classe política da última década completamente longe do interesse de governação. Só pensam neles e nas suas regalias pessoais.

Agora, penso como nesta sociedade eu consigo seguir um desses exemplos? Se sigo esses exemplos então que mensagem deixo aos novos desta geração? E aos meus filhos? Se começar a pensar, fico sem um ponto de orientação. Agora, quero pensar no seguinte: Estejam bem com o vosso interior, seja o exemplo para si e para os próximos (família, filhos, amigos e conhecidos). Se fizer isso consigo próprio e seguir a própria conduta, o seu exemplo vai servir para os outros e a próxima geração. Não precisa gritar por injustiça, precisa sim, praticar o bem ao seu próximo. Não precisa fazer continuadamente greves em prol de ajustes financeiros e subidas de categorias, e ainda prejudicar gravemente os outros utentes e clientes.

Onde começa a minha liberdade, não pode prejudicar a liberdade dos outros. O que precisamos de fazer, é aplicar no dia a dia um trabalho de excelência e honestidade para consigo, e em prol da sociedade. Não precisamos criticar os outros, para o nosso benefício, um grande mal da sociedade atual. Precisamos de trabalhar mais e arduamente. O que fica são os exemplos, e não as palavras de ordem e críticas. Estamos todos mal habitados.